Topo

4 riscos em usar software e aplicativos "piratas"

Comente

Usar software não original – ou pirata, como também é conhecido – ainda é algo bastante comum ao redor do mundo, e em especial, no Brasil. Os motivos são os mais diversos, e vão desde a ignorância de boa parte dos usuários em relação ao assunto, até a ação de piratear deliberadamente os programas sob a justificativa de que o preço de suas respectivas licenças é abusivo.

Independentemente do que leva uma pessoa a utilizar um software pirata, no entanto, o fato é que ao tomar essa atitude, o usuário pode estar se sujeitando a uma série de riscos que poderiam ser minimizados com o uso de um produto original.

Para ilustrar isso melhor, portanto, mostramos a seguir uma lista de perigos que podem estar mais agressivamente à espreita de quem usa programas e aplicativos pirateados. Veja!

Os riscos que aumentam usando softwares não originais

4 riscos em usar software e aplicativos

Vulnerabilidades

Veja também:

Fazer uso de um software original, por si só não é garantia de segurança total em um PC ou qualquer que seja o dispositivo. Apesar disso, é fato que os riscos serão bem menores que aqueles aos quais o usuário seria exposto usando um produto pirata, já que as aplicações não originais podem estar mais expostas a vulnerabilidades como vírus, malwares, spywares e muito mais.

Sem suporte

Além de menos vulnerável, os softwares não originais também podem causar dor de cabeça pela falta de suporte. Quem usa produtos originais da Microsoft, por exemplo, pode encontrar suporte da própria empresa e de parceiros autorizados até mesmo pela internet com grande facilidade, o que ajuda a poupar tempo e até dinheiro lidando com eventuais problemas.

Sem updates

Via de regra, somente os softwares e aplicativos originais oferecem atualizações completas. Isso significa que, ao usar um software pirata, o usuário está abrindo mão dos updates, o que em tese está aumentando ainda mais a vulnerabilidade contra pragas virtuais. Isso significa que, por mais cuidadoso que seja, você pode correr grandes riscos usando um produto não original.

Outros problemas

Além dos problemas citados, outros riscos também podem estar à espreita do usuário de softwares piratas. Entre eles estão a lentidão do sistema, perda de dados, travamentos, erros diversos e muito mais.

E então qual o melhor caminho a tomar nesse sentido? É a pergunta que você pode estar se fazendo agora. E pois bem, temos algumas dicas que queremos compartilhar com você. Confira!

Bônus 1: Dicas para economizar com programas originais

Para quem tem definido o tipo de produto que necessita, a primeira opção é aguardar por promoções para adquirir a licença do software ou app pretendido.

Na Cyber Monday, ou mesmo na famigerada Black Friday, por exemplo, é possível se deparar com muitas promoções interessantes oferecidas pelos desenvolvedores de produtos digitais, vale ficar atento às ofertas nesse período.

Bônus 2: Alternativa a custo zero

Uma alternativa à dica anterior, é recorrer a softwares que oferecem desempenho e recursos similares, mas são gratuitos ou opensource. Para quem precisa de um pacote Office e não deseja adquirir o da Microsoft, por exemplo, uma opção é o LibreOffice, que se mostra tão poderoso quanto o concorrente e é gratuito.

A boa notícia é que hoje em dia já é possível encontrar opções assim para inúmeros tipos de softwares e aplicativos, o que pode ser encontrado facilmente pela internet.




Comentários (0) Postar um Comentário

Nenhum comentário encontrado. Seja o primeiro!

Oi, Bem-vindo!

Acesse agora, navegue e crie sua listas de favoritos.

Entrar com facebook Criar uma conta gratuita 
Já tem uma conta? Acesse agora: